segunda-feira, 24 de abril de 2017

Concurso - Campanha da Fraternidade

Vocês que me acompanham já viram que lancei esse concurso, gênero textual é artigo de opinião.

Se alguém quiser concorrer escreva e mande no meu e-mail terezinhafariavieira@gmail.com
se quiserem ser parceiros neste projeto e quiser dar uma ajuda,gostaria de premiar os melhores artigos de opinião, também é só mandar no meu e-mail. Precisamos vestir essa camiseta e valorizar nosso meio ambiente, precisamos cuidar e mobilizar nosso país nesta etapa que não é fácil.

Muitíssimo obrigada pela colaboração de todos.
Assistam os vídeos da Campanha e ouça as músicas.




A inteligência é genética?


Assunto que virou debate no 9º ano.


Assunto- Namoro


Como alguns alunos têm perguntado sobre esse assunto, e estão nesta fase, acho interessante assistirem a palestra deste padre, vocês irão gostar.


Não importa a sua religião, mas tenho certeza que irão concordar.

Verbos

Verbo é a palavra que indica ação, estado ou fenômeno da natureza.

A velha Generosa trabalhava.

                             ação de trabalhar

Observação:
A maioria dos verbos exprime ação.
jogar, brincar, estudar, fazer, trabalhar, comer, correr, etc.

Os doces estão gostosos.
               estado

Alguns verbos que exprimem estado:

Ser:

Você é bonita. Ela era pobre.

Estar:

A água está limpa. Ele estava doente.

Ficar:

A moça ficou triste.
Eles ficariam contentes.

Parecer:

O homem parecia sério.

Continuar:

O tempo continua quente.

Andar:

Papai anda preocupado.

Chove.
fenômeno da natureza

Exemplos de alguns verbos que indicam fenômenos da natureza:

ventar, relampejar, trovejar, gear, nevar, amanhecer, anoitecer, etc.

O verbo é uma palavra variável. Varia em número [singular e plural]:
lavo- lavamos
lavas- lavais
lava- lavam

Varia a terminação, conforme a pessoa.
Observe:

Eu lavo [ 1ª pessoa do singular]
Tu lavas [ 2ª pessoa do singular]
Ele lava [ 3ª pessoa do singular]
Nós lavamos [ 1ª pessoa do plural]
Vós lavais [2ª pessoa do plural]
Eles lavam [ 3ª pessoa do plural]

Na próxima coloco as conjugações.



Relatos


Estou trabalhando com relatos com os 7º anos e passei o filme "O diário de Anne Frank", pedi que os alunos lessem o diário dela e o diário de Zlata, são relatos escritos por adolescentes e que tiveram momentos tristes em suas vidas, vale a pena nossos adolescentes lerem e refletirem a vida que levam para dar mais valor a vida e não se submeter a "Baleia Azul" onde muitos ficam lendo e talvez querendo copiar esse movimento, precisam de tratamento psicológico para não cair nessa onda.
Se souber viver cada fase você será feliz.




Concurso de poesia


Diretora Jael e a coordenadora grandes parceiras no concurso.
As ganhadoras do concurso de poesia.

terça-feira, 18 de abril de 2017

Concurso de Poesia

Fala Borboletinha

O que fazes borboletinha
Sentada aí tão sozinha?
Nunca te vi tão quietinha
Oh! O que fazes borboletinha?

Veja o sol amarelo
Como hoje está tão belo!!!
E aquelas lindas nuvens
São lindas como as luzes.

Veja, linda é a primavera
Com sua flor amarela
Que coisa mais bela
Oh linda é a primavera

Gostas do outono?
Eu só um pouco
Aquelas folhas caindo
Me dá arrepios.

E o verão então?
Mas que calorão!
O dia fica curto
E a noite eu não durmo

Gosto mesmo do inverno
Onde todos ficam belos.
Quase ninguém fica suado
A maioria engripado.

Mas então borboletinha
O que dizes depois disto?
Não dissestes A nem B,
Me responda agora mesmo!

Não se preocupe comigo
Só estou de castigo
Minha mãe brigou comigo
E me disse: Senta aí Alfredo.

Liliane Oliveira Duarte
7º A-

Ganhou o prêmio doado pelo empresário e vereador um kit escolar.

Logo postarei as fotos.

Deus abençoe a todos que participaram.

quarta-feira, 12 de abril de 2017

Filme


Passei para o 7º ano A o filme " O diário de Anne Frank" muitos dos meus alunos e ex-alunos já leram este livro. Como trabalhamos com relatos e o aluno desenvolve o ato de escrever também em diários.
Muito bom ler e depois assistir para fazer uma comparação e poder voltar no tempo e analisar a situação que os cristãos vivem hoje no Egito, na Síria e aí por diante. Pois os judeus daquele tempo sofreram e hoje são os cristãos.

Concurso de Poesia


Amor desconhecido

No começo tudo era complicado
Mas as coisas mudam sim
Hoje tudo é melhor, não existe mais fim
Não sei como pode, eu encontrar alguém assim.

Qualidades você tem
Defeitos ainda não vi
A única certeza que tenho
É que minha vida dedico a ti

Podem tentar nos separar
Mas vai ser em vão
Porque do jeito que você chegou
Não sai mais do coração

Eu busco metáforas
Lua, sol, estrelas, dor
Mas porque tudo isso?
Pra você saber do meu amor

Isso é tão surreal
Eu nem te conheço e já te amo
É tão fora do normal
Que agora até nos meus sonhos te chamo

O tempo passa rápido lá fora
Mas aqui dentro está parado
Por que demora tanto?
Chegar o dia que estarei ao seu lado

Enquanto o dia não chega
Eu sigo me preparando
Porque depois de domingo
Para todo sempre vou seguir te amando.


Rauani Nicolli Rosa
rawanynicolly@gmail.com
Aluna do 9º A

O prêmio que ela escolheu foi uma mochila e quem doou foi a empresária da nossa comunidade Elizabete Souza.
Em breve posto fotos.

Aguardem que teremos mais poesias.

segunda-feira, 10 de abril de 2017

Leitura- Ansiedade Como enfrentar o mal do século




Agora estou lendo este livro de Augusto Cury.

Você sofre por antecipação? Acorda cansado? Não tolera trabalhar com pessoas lentas? Tem dores de cabeça ou muscular? Esquece de coisas com facilidade?
Este último me pegou, pois infelizmente isso tem acontecido, isso acontece porque meu cérebro tem trabalhado demasiadamente. Rsrs.



Soneto de Amor
 Soneto de amor
Em cada ciclo da vida há a essência do amor 
Quando bebê sente o carinho e o afeto dos 
Primeiros seres que farão parte de suas vidas
Ao engatinhar começa a balbuciar as primeiras palavras 

Cada palavra é uma comemoração
Tem- se o retorno do carinho recebido
Ainda criança recebe-se um abraço e um beijo desprevenido
Vem de mansinho e ganha um sorriso e retribuição

Na adolescência não sabe lidar com os sentimentos
É um aprendizado ter que dividir o seu amor
Com aqueles que estão próximos e a chegada de uma paixão

Quando adulto fica à espera de um verdadeiro amor
Mas também há dois caminhos ou encontra e é feliz para sempre
Ou não; e escolhe ser feliz com ou sem um companheiro

Poesia escrita por mim.

Tereza de Faria Vieira

Na quarta-feira já quero postar as poesias feitas pelas alunas que ganharam no concurso.

Cibele, Liliane do 7º ano e Rauani 9º ano 




sexta-feira, 7 de abril de 2017

Como aprender inglês com música

Achei ótimo este vídeo e recomendo aos professores e principalmente as minhas colegas.

Espero que ajude e quero ver vocês cantando, já que não posso cantar, por causa da minha voz, rrssrs.

segunda-feira, 3 de abril de 2017

Trecho do livro de Augusto Cury

Herdeiros são gastadores de herança, sucessores preservam e enriquecem os bens que receberam.

"Há duas maneiras de se fazer uma fogueira: uma com madeira seca e outra com sementes. Os herdeiros preferem a madeira, pois querem resultados rápidos. Já os sucessores preferem as sementes, pois, plantando-as,sabem que terão uma floresta e nunca mais lhes faltará madeira  para se aquecer... Você prefere a madeira ou as sementes?" [Augusto Cury]

Vale a pena pais, professores, filhos e alunos lerem este livro.

Concurso de Poesias

Aguardem! Quarta-feira iremos informar quem são as ganhadoras do concurso da Escola Sylvia Noêmia, irei publicá-las e colocarei as fotos das vencedoras e os prêmios serão entregues as mesmas.
Gratidão a Elizabete Souza, André Souza e nossa supervisora, que gentilmente se propôs a doar também.

Grau do substantivo

O grau indica a variação de tamanho dos seres, mas pode também indicar carinho ou desprezo.
Tanto os diminutivos quanto os aumentativos podem ser sintéticos ou analíticos.
São sintéticos quando formados através de sufixos: letrinha, letrona, pezinho, pezão.
São analíticos quando formados através de adjetivos ou expressões equivalentes: letra maiúscula, letra pequenina, letra enorme, pé grande.
Tanto o diminutivo quanto o aumentativo podem ser afetivos ou pejorativos.
São afetivos quando expressam carinho, ternura: paizinho, paizão, mãezinha, amigão.
São pejorativos quando expressam desprezo e pouco caso: jornaleco, padreco, bobão, gentalha, musiqueta.
Alguns prefixos dão, também, ideia de diminutivos ou de aumentativo: supermercado, minissaia, superpotência.os diminutivos plurais terminados em -zinhos ou -zitos:
pães- pãezinhos      faróis- faroizinhos         papéis- papeizinhos         pés- pezitos

Observe, a seguir, vários diminutivos e aumentativos, formados com os mais variados sufixos:

Diminutivos- Normal- Diminutivo

árvore- arvorezinha                 bandeira- bandeirola     barba- barbicha, barbinha
caixa- caixote, caixinha          criança- criançola          engenho- engenhoca
casa- casebre, casinhola          rua- ruela, ruazinha       sala- saleta, salinha
sino- sineta, sininho                sono- soneca                  velho- velhote, velhinho
ilha- ilhéu                                menino- meninote         fio- fiapo

Aumentativos- Normal- Aumentativo

amigo- amigalhão, amigão, amigaço                        animal- animalão, animalaço
bala- balaço                                                               barca- barcaça
bêbado- beberrão                                                      boca- bocarra
cabeça- cabeçorra                                                     cão- canzarrão
casa- casarão                                                             chapéu- chapelão
colher- colheraça                                                      corpo- corpaço, corpanzil              

Barroco continuação